quinta-feira, 7 de março de 2013

Um Simples Poema


                                                                                                           daria endressen
Seduz-me a ideia 
de escrever para ti.

Pediste-me um poema.

E num livro cujo nome
não consigo nomear,
consagrei-te as páginas 
da minha vida.

Toma-o por inteiro
não tentes dividir-me a voz
nem o corpo nem a alma.

Nele 
passeiam veias
ardentes 
de sangue corrosivo.

Deflagraram
pelo teu corpo
e prenderam-te o nome.

Foi assim que aprendi a sonhar.

(eu)

6 comentários:

  1. Que belo este teu livro onde escreves a vida do sonho.

    Gostei muito do teu blog e da tua escrita

    Obrigada pela simpática visita

    Bjgrando do Lago

    ResponderEliminar
  2. Sempre fazemos de quem amamos o personagem principal do nosso livro, entregando-o por inteiro, intensamente e apaixonadamente. Lindo. Bjus e feliz dia da Mulher.
    => Gritos da alma
    => Meus contos
    => Só quadras

    ResponderEliminar
  3. um poema cheio de encanto,
    quase uma declaração de amor.
    uma boa semana.

    um beijo

    :)

    ResponderEliminar
  4. "Toma-o por inteiro
    não tentes dividir-me a voz
    nem o corpo nem a alma."

    Fico-me por aqui, presa na elevação maior do ser-se inteiro, uno, num tempo de fragmentação e mentira.

    Beijo meu

    ResponderEliminar
  5. Quando o Poeta aprende a sonhar e nos remete para patamares sublimes da existência.E num livro que não consegue nomear, escreve as mais belas páginas de AMOR...

    Lindíssimo e intensamente intrínseco à intimidade da autora...

    Abraço sempre amigo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata pelo carinho querida amiga Aurora...

      beijinho de <3

      Eliminar